# 01 This is War – The New Age 2.0 Studios inc.

Publicado: 23/09/2012 em This is War

MISSÃO – Contraterrorismo:

Em 6 de janeiro de 2002, durante a Operação Liberdade Duradoura (em inglês) – 2001 a 2003 – os SEALs foram enviados ao país mediterrâneo do Afeganistão em busca de Osama Bin Laden e outros terroristas escondidos nas cavernas de Zawar Kili. O que deveria ser uma missão de 12 horas se tornou uma missão de oito dias.

Os SEALs e outros operadores do SOCOM (Comando de Operações Especiais, Special Operations Command) procuraram em mais de 70 cavernas em um desfiladeiro de 4,82km de extensão perto da fronteira paquistanesa. Sua busca revelou depósitos de armas, munição, suprimentos e uma enorme quantidade de informações de inteligência. Sobreviveram à missão inesperadamente estendida com os suprimentos que encontraram nos acampamentos da al-Qaeda.

Fotografia oficial da Marinha Norte-Americana
Os SEALs descobriram um grande depósito de munições em uma das mais de 70 cavernas exploradas na área de Zhawar Kili, no Afeganistão
De acordo com o Comando de Guerra Especial Naval:
Durante a Operação Liberdade Duradoura, as forças de Guerra Especial Naval (NSW – Naval Special Warfare) realizaram mais de 75 missões de reconhecimento especial e ação direta, destruindo mais de 226 toneladas de explosivos e armas; identificando positivamente pessoal inimigo e conduzindo Operações de Interdição de Liderança na busca de terroristas que tentavam escapar através de embarcações a caminho do mar. As forças NSW continuam a operar no Afeganistão, impedindo o caminho do Taliban e outras forças terroristas.
No livro Alma de Guerreiro: A Memória de um SEAL da Marinha, o antigo SEAL Chuck Pfarrer descreve como uma missão para proteger um navio anfíbio da Marinha Norte-Americana (em um local secreto) transformou-se na captura de candidatos a terroristas. Como líder de seu destacamento SEAL, Pfarrer foi responsável por proteger o navio no porto enquanto sua carga de munição era descarregada.

Depois de procurar em muitos barcos pesqueiros na vizinhança do porto, Pfarrer percebeu um barco pesqueiro estranho vindo para a área. Ele suspeitou e pulou em um barco Zodiac com dois outros SEALs, com a intenção de investigar o barco que se aproximava lentamente. Manobrando para evitar que o barco tivesse acesso ao navio, ficaram de frente para o pesqueiro confirmando suas suspeitas, o barco começou a aumentar sua velocidade.

O Zodiac estava correndo lado a lado com o pesqueiro, e Pfarrer estava gritando: “Alto!” – mas o piloto do barco não parava. À medida que o Zodiac se aproximava, um dos homens no barco começou a pegar sob uma rede de pesca o que parecia ser uma AK-47. O piloto do Zodiac fez uma curva fechada e golpeou o pesqueiro. Pfarrer sacou sua arma para disparar um tiro de advertência, mas sua arma travou. Ele pulou para o barco pesqueiro com os homens, seguido pelos outros dois SEALs.

Após uma breve luta, amarraram os homens. Olhando debaixo das redes, encontraram dois grandes feixes de explosivo feito por iugoslavos amarrados com as espoletas prontas, junto com dois AK-47s. Explosivos deste tipo são fabricados para fazer buracos no casco de aço de navios. Os homens no barco pesqueiro eram nadadores de combate se preparando para fixar esses explosivos no navio da Marinha Norte-Americana que estava ancorado…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s