Tragédia – Santa Maria (RS), Boate KISS

Publicado: 28/01/2013 em ESPECIAIS

“O Brasil está em luto nacional por conta da tragédia que ocorreu na madrugada de sábado para domingo (27/01/2013) por volta das 2h30  na boate Kiss, em Santa Maria (RS), onde um incêndio matou mais de 230 pessoas”

Enquanto a banda gaúcha “Gurizada Fandangueira” estava se apresentando, supostamente, o vocalista teria utilizado um sinalizador -mais conhecido como sputnik- em seu show pirotécnico. O fogo do sinalizador teria pego no teto da boate que era todo revestido com um forro acústico, que é um material facilmente inflamável.

Após ver que o teto pegara fogo o próprio vocalista da banda teria pego um extintor de incêndio para tentar apagar o mesmo. Pessoas que estavam presentes disseram que o extintor não funcionou.

Em questão de minutos o fogo já estava se alastrando pela boate causando alvoroço entre as pessoas presentes. Várias pessoas foram para porta de entrada, que era a única saída do local. Os seguranças barraram as pessoas que tentavam sair, supostamente alegando que não poderiam sair sem pagar. Somente após ver uma certa quantidade de fumaça e várias pessoas gritando “fogo“, eles liberaram a passagem.

Foram confirmadas mais de 230 mortes, além de dezenas de feridos. A maioria das mortes foi por asfixiamento da fumaça tóxica e os sobreviventes ainda correm riscos de desenvolver quadro de pneumonia química.

Bombeiros incêndio em Santa Maria

“232 sonhos interrompidos. 232 vidas tiradas. 232 familiares esperando seus entes queridos voltarem ao aconchego de suas casas. Morremos em Santa Maria hoje. Quem não morreu? Numa ladeira encrespada de fumaça. A fumaça nunca foi tão negra no Rio Grande do Sul. Nunca uma nuvem foi tão nefasta. Nem as tempestades mais mórbidas e elétricas desejam sua companhia. Seguirá sozinha, avulsa, página arrancada de um mapa. A fumaça corrompeu o céu para sempre. O azul é cinza, anoitecemos em 27 de janeiro de 2013. As chamas se acalmaram às 5h30, mas a morte nunca mais será controlada. Morremos porque já entramos em uma boate pensando como sairiamos dali em caso de incêndio. Morremos porque preferimos ficar perto do palco para ouvir melhor a banda. Morremos porque já confundimos a porta de banheiro com a de emergência. Morremos porque jamais o fogo pede desculpas quando passa. Morremos porque já fomos de algum jeito todos que morreram. Morremos sufocado de tanta morte; como acordar de novo? O prédio não aterrisou da manhã, como um avião desgovernado na pista. A saída era uma só e o medo vinha de todos os lados. Os adolescentes não vão acordar na hora do almoço. Não vão se lembrar de nada. Ou entender como se distanciaram de repente do futuro. Mais de duzentos e cinquenta jovens sem o último beijo da mãe, do pai, dos irmãos. Os telefones ainda tocam no peito das vítimas estendidas no Ginásio Municipal. As famílias ainda procuram suas crianças. As crianças universitárias estão eternamente no silencioso. Ninguém tem coragem de atender e avisar o que aconteceu. As palavras perderam o sentido. Que Deus conforte o coração das famílias”

Autor Desconhecido

Nós do Grupo New Age 2.0 estamos de luto como todo Brasil deve estar agora. Força Santa Maria!

laço

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s