DUPLO Ultimate Technology: Astronomia

Publicado: 15/02/2013 em Ultimate Technology
Tags:
1#: NASA pode ter descoberto o mais novo buraco negro da Via Láctea.

Restos de supernova localizados a 26 mil anos-luz da Terra atraem a atenção de astrônomos interessados na formação de buracos negros.

Buraco Negro
A agência espacial norte-americana NASA anunciou, recentemente, que pode ter encontrado o buraco negro mais jovem da Via Láctea. Apesar de os pesquisadores ainda não estarem completamente certos da descoberta, há grandes chances de que ela venha trazer um pouco mais de luz aos estudos sobre a formação de buracos negros.
De acordo com a NASA, essa é uma descoberta atípica já pelo fato de que os restos da supernova estão sendo ejetados muito mais rapidamente do que o normal. Isso, por si só, já torna a W49B (nome do suposto buraco negro) uma descoberta inédita.

Usando o telescópio espacial: Chandra, os pesquisadores perceberam que essa supernova é bastante assimétrica e que apenas metade da matéria que compõe seus restos possui concentrações de ferro, enxofre e silício. Esse tipo de explosão é conhecido como: supernova bipolar e, até então, não havia sido encontrado em nossa galáxia.Normalmente, esse tipo de supernova acaba gerando uma estrela de nêutron em seu núcleo. Mas, ao procurar esse tipo de formação, a equipe de pesquisadores ficou surpresa ao descobrir que não havia qualquer coisa no centro da supernova, o que leva a crer que, em vez de uma estrela, um buraco negro acabou se formando. Se esse for mesmo o caso, os astrônomos terão a oportunidade rara de estudar a criação de um buraco negro por uma supernova no “quintal” do nosso planeta… 

 

2#: Confira a vida inteira de uma galáxia em 2 minutos.

Reprodução foi criada pela própria NASA e faz uma “viagem” de 13,5 bilhões de anos.

Você ainda não pode realizar passeios descompromissados pelo espaço, mas a tecnologia atual já permite que seja possível conferir a vida inteira de uma galáxia. Segunda a própria agência espacial, a reprodução mostra a vida de uma galáxia inteira. Por conta disso, 13,5 bilhões de anos vão ser resumidos em um vídeo que tem um pouco mais do que dois minutos — o que é um feito e tanto. Além disso, foi necessário usar um supercomputador, acumulando o que equivale a 1 milhão de horas de trabalho de um computador normal… 

Se você prestar atenção, vai notar que há várias estrelas de diferentes cores. As vermelhas são as mais antigas, as brancas e as azuladas são as novas e as realmente azuis são distribuições de gás.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s